Movimento LGBT e partidos políticos no Brasil

Gustavo Gomes da Costa Santos

Resumo


O presente texto busca analisar as relações e tensões entre o movimento LGBT e os partidos políticos no Brasil pós-redemocratização. O texto está organizado em três partes. Na primeira parte, explorar-se-á as relações e tensões entre ativistas homossexuais e os partidos políticos de esquerda desde a emergência do movimento político de homossexuais no contexto da redemocratização política até a eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2011). Na segunda parte, apresentar-se-á uma radiogra a dos partidos políticos brasileiros contemporâneos a luz de seus posicionamentos em relação à questão da livre orientação sexual/identidade de gênero. Na terceira parte do texto, analisar-se-á os posicionamentos dos partidos políticos no Congresso Nacional desde a década de 1980 no que diz respeito às propostas de lei garantindo direitos à população LGBT. Os dados analisados visam subsidiar a re exão acerca de como a temática dos direitos LGBT tem sido (ou não) contemplada pelas organizações partidárias e por seus membros no Congresso Nacional e quais são os limites e possibilidades da defesa dos direitos sexuais de LGBT no contexto da política institucional brasileira.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semestral do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar

INSS Impresso: 2236-532X
ISSN Eletrônico: 2316-1329

Endereço Postal:

Contemporânea - Revista de Sociologia da UFSCar

Departamento de Sociologia - UFSCar

Rod. Washington Luís, Km 235 Cx. Postal 675

São Carlos - SP 13.565-905