O Empreendedorismo Contemporâneo ou uma Forma de Mistificação das Relações de Classe

Contemporary Entrepreneurship or a form of mystification of class relations

Autores

  • Henrique Amorim
  • Felipe Moda
  • João Gabriel Pelegrini
  • Guilherme Guilherme

Resumo

Este artigo tem por objetivo debater a relação entre o modo de vida empreendedor, hegemônico na sociedade neoliberal, e a mistificação das relações de classe, análise realizada com base em uma incursão empírica em um congresso latinoamericano de empreendedores. Argumentamos que, nesse processo de mistificação, os intelectuais orgânicos têm papel fundamental para a construção da subordinação dos trabalhadores aos interesses do capital, pois são responsáveis pela elaboração do empreendedorismo, de sua propagação que objetiva estabelecer um novo consenso social que visa a restaurar e aprofundar a dominação classista. Equiparando trabalhadores a empresas, o empreendedorismo atua tanto como uma ideologia quanto como uma forma de controle da força de trabalho, já que a conduta de cunho empreendedor torna-se uma condição para que os trabalhadores se mantenham empregados, mesmo em situação precária, e garantam a sua reprodução social.

Biografia do Autor

Henrique Amorim

Professor Adjunto de Sociologia, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (UNIFESP-Campus Guarulhos) e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Políticas Sociais (UNIFESP-Campus Baixada Santista) da Universidade Federal de São Paulo. Coordenada o Grupo de Pesquisa Classes Sociais e Trabalho (GPCT) e realiza atualmente Pós-Doutorado no CESIT/UNICAMP e na EHESS/Paris. Nos últimos quatro anos, coordenou a pesquisa, financiada pela FAPESP e pelo CNPq: Classes Sociais e Valor na Teoria Social Contemporânea. Fez pós-doutorado no Departamento de Sociologia do IFCH/UNICAMP em 2007-2010 e na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS)/Paris em 2009. Entre 2008-2009, foi pesquisador do Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales (CLACSO). Concluiu o Doutorado em Ciências Sociais pela Unicamp em 2006, tendo realizado sua pesquisa com Doutorado Sanduíche na EHESS/Paris. Atua na área de Sociologia, com ênfase em sociologia do trabalho e teoria social, pesquisando principalmente os seguintes temas: trabalho, trabalho imaterial e precarização do trabalho, classes e movimentos sociais, produção, processos de trabalho e valor. Além de artigos nesses temas, é autor dos livros; Trabalho Imaterial: Marx e o debate contemporâneo, publicado pela Annablume/FAPESP em 2009; Valor-trabalho e imaterialidade da produção nas sociedades contemporâneas, publicado pelo CLACSO em 2012; Teoria Social e Reducionismo Analítico: para uma crítica ao debate sobre a centralidade do trabalho, publicado pela EDUCS em 2006; Sociologia Hoje, publicado pela Ática em 2013; e organizou o livro: Classes e Lutas de Classes: novos questionamentos. São Paulo: Annablume/FAPESP, 2015.

Downloads

Publicado

2022-04-26