Roger Bastide e a sociologia francesa: traição ou tradução do sagrado? / Roger Bastide and the french sociology: betrayal or translation of the sacred?

Autores

  • Dora Vianna Vasconcellos

Resumo

O artigo pretende identificar o que foi talvez uma busca de filiação ao reconstruir o diálogo de Roger Bastide com a sociologia francesa. Na obra do intelectual há referência a autores divergentes, o que torna difícil saber se de fato Roger Bastide fez uma escolha teórica. Diante de tal dificuldade, resta apenas identificar os letimotifs ou a linha de força por meio da qual tantas orientações teóricas se congregam. É com esse intuito que se retomará a perspectiva aberta por Émile Durkheim, Marcel Mauss, Maurice Halbwachs e Georges Gurvitch, autor que, embora não fosse francês de origem, sofreu influência desta tradição sociológica, sendo constantemente reverenciado por Bastide. Palavras-chaves: sociologia; sociologia francesa; Roger Bastide.

Downloads

Publicado

2018-06-27