Descolonizar a teoria crítica: a questão da totalidade

Decolonizing the Critical Theory: the problem of totality

Autores

Resumo

O artigo investiga possibilidades de interlocução entre a Teoria Crítica e os estudos pós-coloniais e decoloniais. Especificamente, é colocada em questão a concepção de “totalidade do social”, herdada da dialética marxiana e constante nos trabalhos de autores como Georg Lukács, Max Horkheimer e Theodor Adorno. Através do estudo dos argumentos de expoentes contemporâneos do pós-colonialismo, o texto averigua caminhos trilhados no sentido de se repensar a categoria dialética de totalidade e apontar para uma descolonização da própria Teoria Crítica – propósito inspirado na obra recente de Amy Allen, The End of Progress.

Biografia do Autor

Enrico Paternostro Bueno da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal da Paraíba, na área de Sociologia. Mestre e Doutor em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas.

Downloads

Publicado

2022-04-26