O ciborgue aprisionado: monitoramento eletrônico e a interface corpo-máquina

The imprisoned cyborg: electronic monitoring and the body-machine interface

Autores

Resumo

Este artigo analisa a utilização de tornozeleiras eletrônicas no regime semiaberto e em prisão domiciliar, com enfoque em seus impactos sobre a vida e sobre o corpo de pessoas monitoradas. O texto se baseia em entrevistas e observação direta realizadas entre 2015 e 2018 junto a presos e presas monitorados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. São investigados os processos de subjetivação desencadeados pelo fluxo pendular prisão-monitoramento, assim como os efeitos do rastreamento de presos em terrritórios urbanos governados por polícias, milícias e grupos faccionais. 

Biografia do Autor

Ricardo Urquizas Campello, Universidade de São Paulo

Doutor pelo Programa de Sociologia da Universidade de São Paulo. Mestre e Bacharel em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. 

Downloads

Publicado

2022-04-26